Blog Oobj

Vendas na Black Friday: sua operação está preparada?

0
Tempo de leitura: 4 minutos

Vendas na Black Friday é mais do que alta demanda de clientes. Os bastidores por trás desta data é muito mais complexo.

Esse é o objetivo desse texto. Explicar o contexto da Black Friday, como a operação fiscal impacta na experiência dos clientes e como esse período pode tanto resolver quanto criar vários problemas.

E por isso eu te pergunto: a operação da sua empresa está preparada?



As vendas na Black Friday

A Black Friday chegou ao Brasil em 2011, sempre na última sexta-feira de novembro, e tem se tornado cada vez mais popular no país, sendo importada dos EUA.

Segundo a Google em parceria com a Provokers, 2019 foi o ano em que o número de compradores em lojas físicas se igualou ao online. Sendo que 69% já sabem que categoria de produto irão comprar e só estão esperando o início da Black Friday.

A expectativa para esse ano segue alta, tanto da parte dos clientes quanto das empresas. Para garantir a satisfação de todos os envolvidos, o seu negócio precisa estar preparado.

Afinal, o alto volume de vendas pode intensificar problemas técnicos na operação, como falha de comunicação com a Sefaz, rejeições causadas por erros no preenchimento ou configuração do sistema de emissões. Isso interfere de forma direta no atendimento ao cliente, por isso, é tão importante se prevenir desses contratempos. 



O que o consumidor espera da compra

Além de promoções vantajosas, os clientes esperam e precisam adquirir produtos de origem confiável. O primeiro passo que o seu negócio deve realizar nesse sentido é emitir nota fiscal. 

Parece óbvio, mas nem toda empresa cumpre corretamente. Fora o fato do documento fiscal ser obrigatório, ele dá ao consumidor a garantia de procedência do produto, comprovando a compra, informando onde foi feita e o responsável pela venda. É por meio dele que o comprador pode solicitar trocas e devoluções, em conformidade com o Código de Defesa do Consumidor. Isso é muito importante já que durante esse evento, além das vendas, aumenta também o número de fraudes. 

O consumidor tem o direito de exigir o documento fiscal. Caso seja negado, o cliente poderá procurar o PROCON ou a Delegacia do Consumidor. A punição mais comum para empresas que não realizam emissão de Nota Fiscais são multas que variam de 10% a 100% sobre cada nota autuada. 




O cenário fiscal e a experiência do cliente em vendas na Black Friday

Durante as vendas na Black Friday o número de clientes tende a aumentar. Para oferecer uma experiência satisfatória, é preciso que o cliente tenha uma boa experiência de compra. Longas filas nos caixas, demora no fechamento de cada compra, problemas com pagamento, são algumas falhas que podem abalar o relacionamento com o cliente. 

Tudo isso pode ser evitado. Veja como:



Evitando demora no atendimento durante a Black Friday

O processo de emissão de nota fiscal pode ser responsável pelo aumento das filas nos estabelecimentos comerciais e demora no atendimento. Se o sistema de mensageria fiscal utilizado não tiver alta performance, o aumento no volume de emissões pode aumentar o tempo de fechamento de cada compra. O resultado são filas crescentes e compras online que demoram a ser processadas.

Outro ponto crucial também é a comunicação com a Sefaz, Se a mensageria fiscal não for capaz de fazer o monitoramento automático da disponibilidade, as notas ficarão paradas até a conexão retornar, impedindo a conclusão da compra e o atendimento ao próximo da fila e até mesmo as compras online ficam paralisadas. O ideal, portanto, é ter um sistema fiscal capaz de entrar e sair do modo de emissão em contingência, espontaneamente. 

Lembrando que emissões em contingência não tem valor real até as notas serem autorizadas pela Sefaz. Ou seja, há o risco dela não ser autorizada tornando inválida a chave de acesso impressa no DANFCe. Entre as consequências dessa situação, estão autuações pelo Procon e processos relacionados ao Direito do Consumidor.




E-commerce

Problemas com filas não se aplicam as vendas da Black Friday no e-commerce. Mesmo assim, podem ocorrer outros erros no momento em que o produto está sendo adquirido. Demora na conclusão de uma transação ou mesmo erros podem fazer com que o cliente fique em dúvida se realmente comprou o produto ou não. Isso tem duas consequências: compra em duplicidade, por achar que a primeira compra não foi efetivada, ou a perda da mercadoria ou oferta de preço acreditando que a compra foi efetivada.

O primeiro passo para se prevenir é garantir um site com um servidor que se ajuste ao aumento no número de acessos. Além disso, a equipe de suporte deve estar sempre atenta e preparada a resolver possíveis complicações. 



Diferentes formas  de pagamento

É cada vez mais comum as empresas diversificarem as opções de pagamento oferecidas aos consumidores.  Um exemplo disso é a possibilidade de dividir uma compra em diferentes modos de pagamento. Porém, essa prática pode resultar em problemas de conformidade fiscal. Ou seja, as emissões fiscais não baterão com os valores recebidos. É preciso manter-se atento sobre essa questão.



Como ter uma operação preparada para as vendas na Black Friday

Se a gestão fiscal do seu negócio possui lacunas, erros frequentes e lentidão na emissão de NFCes, a Black Friday pode se tornar um pesadelo para a sua empresa.

Não deixe a grande oportunidade que essa data pode dar para as suas vendas. Prepare sua gestão fiscal e mantenha sua operação à todo vapor, emitindo com rapidez, tendo visão clara, automatizando trabalhos manuais e deixando os clientes satisfeitos.

Veja como otimizar a gestão da sua empresa. Saiba mais:


QUERO SABER MAIS



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir para o topo