Blog Oobj

5 problemas fiscais na Black Friday: saiba como resolver

0
Tempo de leitura: 4 minutos

Complicações na emissão das notas fiscais é uma dificuldade comum que os negócios enfrentam. Assim, problemas fiscais na Black Friday, por ser um período de vendas mais altas que o normal, eles podem se multiplicar. Consequentemente, as falhas não afetam só o atendimento ao cliente, mas também a contabilidade e a área fiscal da empresa. Nesse artigo, listamos os problemas mais comuns durante períodos de vendas altas; as rejeições que mais ocorrem e como seria a operação ideal na situação. 



Duplicidade de Notas Fiscais

Problemas de conexão conexão ou de processamento da Sefaz, podem causar duplicidade na emissão de notas fiscais. Outra causa é a geração de novos DFes com números já usados anteriormente. 

Nos casos em que há duplicidade, o fechamento fiscal ficará diferente do fechamento financeiro. Isso pode gerar cobranças indevidas de impostos. Além disso, se a mensageria fiscal não identificar esse erro em notas fiscais autorizadas, a geração da obrigação acessória por parte do ERP estará incorreta. Consequentemente, a empresa poderá ser autuada por não pagamento de impostos ou omissão de dados. Já imaginou esse cenário durante a Black Friday em que o volume de emissão é mais que o normal?   



Para evitar a duplicidade de notas é preciso garantir a auditoria dos documentos fiscais eletrônicos autorizados, possuindo a certeza do fechamento financeiro e fiscal. Com isso, a obrigação acessória será consistente e o risco de autuação reduzido. 



Além disso, um sistema fiscal especializado ainda controla a duplicidade de notas, verificando a existência de dados repetidos, onde é permitido cancelar documentos inválidos. Isso contribui para a equalização do fechamento fiscal e financeiro. 



Impossibilidade de comunicação com a Sefaz

Falhas de comunicação entre o sistema fiscal e a Sefaz podem aumentar o tempo de autorização de emissão do DFe e de fechamento de cada compra. Em um efeito cascata, os clientes que estão na fila do caixa precisam esperar mais para serem atendidos.

Para evitar isso, é importante monitorar a disponibilidade da Sefaz. Os sistemas de gestão de documento fiscal podem automatizar esse acompanhamento. Muitos deles possuem uma funcionalidade que identifica espontaneamente os momentos em que é necessário entrar ou sair do modo contingência, agilizando a emissão das notas.

Com a ferramenta certa também é possível ativar a emissão em contingência, automaticamente, pelo tempo pré-definido pelo seu time de TI. No restabelecimento da comunicação com a Sefaz, o software de mensageria fiscal deve ser capaz de reprocessar, reenviar, identificar duplicidades e solicitar a autorização de todos os cupons fiscais emitidos nesse formato.




Emissão em Contingência

Muitas empresas recorrem à emissão em contingência para evitar problemas de comunicação com a Sefaz. Ao optar por isso, a emissão não é imediata. O cliente recebe uma nota que ainda não tem validade até que a comunicação com a Sefaz seja restabelecida. Ou seja, é como se não tivesse sido emitida.

Apesar de resolver um problema, a emissão em contingência pode gerar outros. Com o alto volume de notas emitidas no período, pode ser difícil gerenciar o número de documentos emitidos e rejeitados. Assim, a empresa pode perder o prazo de enviar à Sefaz..  O cliente poderá consultar a nota na Sefaz e não a encontrará, porque a chave de acesso ainda não terá sido validada. Consequentemente, o consumidor tem a possibilidade então de  acionar o PROCON. 

Portanto, para evitar falhas como essa é necessário ter atenção durante o reenvio após a contingência, para identificar as notas rejeitadas. Nesse sentido, um sistema que facilite a gestão é essencial. Dessa forma, é necessário também guardar o XML de todas as notas, inclusive as emitidas em contingência, para registrar a venda e tentativa de emissão. 

Por fim, uma mensageria especializada é capaz de controlar o fluxo de contingenciamento de forma que reduz falhas no processo, evitando incoerência entre os documentos impressos e o documento fiscal autorizado posteriormente.



NCM Errado na Nota Fiscal 

O NCM tem como objetivo controlar e identificar o tributo nos produtos que serão vendidos.  É preciso se atentar a esse código, pois dados incorretos no preenchimento da nota podem acarretar em rejeição da emissão e autorização da emissão com código errado pagando impostos incorretamente. Caso seja encontrado erro no código, o Fisco verificará os últimos lançamentos feitos e fará a cobrança da diferença de alíquota, com as multas e juros relacionados.

Portanto, é essencial atualizar a base cadastral dos códigos NCM que a empresa utiliza em seu cotidiano. Se a NCM for inexistente a nota fiscal também encontrará problemas e será rejeitada. Portanto, é necessário estar por dentro das classificações das mercadorias para evitar esse tipo de falha. 

Em situações assim, se o comerciante receber um produto com o código NCM incorreto deverá passar para seu fornecedor o código correto, para evitar autuação fiscal. 




Rejeições mais comuns na operação Black Friday

202: Falha no reconhecimento da autoria ou integridade do arquivo digital

204: Duplicidade de NF-e [nRec:999999999999999]

210: IE do destinatário inválida

212: Data de Emissão posterior a data de recebimento

365: Total de outras retenções difere do somatório dos itens

395: Endereço do site da UF da Consulta via QR-Code diverge do previsto

537: Total do Desconto difere do somatório dos itens

539: Duplicidade de NF-e, com diferença na Chave de Acesso

610: Total da NF difere do somatório dos Valores compõe o valor Total da NF

635: NF-e com mesmo número e série já transmitida e aguardando processamento

773: Operação Interna e UF de destino difere da UF de origem

786: NFC-e de entrega a domicílio sem dados do Transportador

878: Endereço do site da UF da Consulta por chave de acesso diverge do previsto

999: Erro não catalogado  


Na Base de Conhecimento da Oobj, você encontra outras resoluções, tutoriais e informações essenciais para a sua operação fiscal. Um canal totalmente gratuito com o objetivo de contribuir para a sua rotina com a emissão e recebimento de documentos fiscais. Acesse a Base de Conhecimento Oobj.



Operação ideal durante a Black Friday

Por fim, é perceptível a complexidade que envolve o período da Black Friday na operação das empresas. São muitos pontos cruciais que necessitam de atenção, e as falhas podem ser ainda mais graves devido ao alto volume  de vendas. 

Como dicas finas, é essencial, portanto, que a sua empresa conte com uma solução fiscal que disponibilize uma equipe técnica com plantões 24×7 para quando  algum problema acontecer, terá mais agilidade em sua resolução. Ainda nessa área, durante a Black Friday não é o melhor momento para fazer manutenção nos sistemas utilizados, afinal, sua operação não pode parar. 

Para enfrentar esses problemas comuns durante a Black Friday, conte com uma solução de gestão fiscal preparada para a alta demanda do período. Com o Monitor Oobj, é possível gerenciar todos os seus documentos fiscais de forma simples e intuitiva. Através dele, você tem controle das NFes, entendendo de maneira descomplicada o ciclo de vida das suas notas, tudo integrado ao seu sistema de faturamento.

Fale com um consultor comercial e saiba todos os benefícios que a sua empresa terá com a solução:


QUERO FALAR COM UM CONSULTOR



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir para o topo