NF3e: PIX é obrigatório na conta de luz

NF3e pix

Recentemente, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a disponibilização do Pix como forma de pagamento obrigatória nas faturas dos seus clientes.

Então, a partir de agora, os clientes de energia elétrica em todo o Brasil poderão pagar suas contas de luz usando o Pix, o sistema de transferências instantâneas do Banco Central. 

As operadoras terão 120 dias a partir da publicação da medida no Diário Oficial da União para cumprir a decisão. É importante estar atento ao prazo para implementação da mudança e evitar maiores transtornos. 

Outras formas de pagamento, como faturas com código de barras, fatura bancária e débito automático, ainda são válidos e o Pix é apenas uma opção adicional para facilitar a vida dos clientes. 

Para não gerar dúvidas, o QR Code será inserido junto com o código de barras da NF3e, permitindo o pagamento simplificado pelo celular. 

Vale lembrar que esse é um meio para facilitar o pagamento do consumidor e se a operadora de energia decidir aceitar apenas o pagamento nessa modalidade, é necessário o consentimento do cliente. 

Uma das vantagens do PIX na NF3e é a redução de custos para as fornecedoras de energia, uma vez que o QR code se torna mais barato que a inserção do código de barras. 

Além disso, para os consumidores, esse processo facilita o pagamento, evita problemas de demora nas transferências e realiza o pagamento instantâneo da fatura. 

Leia mais: NF3e: tudo sobre a Nota Fiscal de Energia Elétrica Eletrônica


Como fazer a emissão eficiente de NF3e? 

Você já está preparando os ajustes da nova mudança? É importante se adequar às obrigatoriedades com antecedência e manter o ritmo na sua companhia. 

Além das obrigatoriedades, é necessário contar com um emissor eficiente de NF3e. 

A Oobj é referência em emissão fiscal. E, diariamente, contribui para a rotina com documentos fiscais eletrônicos de mais de 4 mil empresas.

A nossa ferramenta para NF3e é capaz de processar mais de 2.5 milhões de notas por hora! 



Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *