Blog Oobj

Integração ERP com sistema emissor fiscal, por que fazer?

0
Integração ERP Tempo de leitura: 3 minutos

Entenda as vantagens e os motivos de iniciar uma Integração ERP com um sistema de emissão fiscal:


Desenvolver um emissor fiscal interno: o que levar em consideração

As empresas desenvolvedoras de uma solução de Emissão Fiscal, seja ela o ERP ou com solução própria devem refletir sobre estas 3 questões centrais:

01) Quantas horas de desenvolvimento no último ano foram usadas para atender a evolução da emissão fiscal? Essas horas foram utilizadas da melhor forma?


02) Qual é o diferencial que está levando aos seus clientes e usuários desenvolverem a solução internamente?


03) Quais demandas de negócio sua empresa está deixando de realizar para cumprir as obrigações fiscais?


Assim, acompanhar essa evolução no processo de emissão e recebimento fiscal é uma tarefa árdua. São muitas exigências e mudanças necessárias para que o software se mantenha em compliance com o que é exigido.

Veja alguns exemplos de mudanças dos últimos tempos:

  • Mudança de Versão do DFes;
  • Implementação do manual de boas práticas do DFe;
  • NT’s para cumprir exigências do governo e que mudaram depois acrescentando ou incluindo informações;
  • Particularidade de alguns estados que precisam ser ajustados nos softwares que comunicam com a SEFAZ;
  • Prazo cada vez menor para adaptação das NT´s pelos softwares para continuar emitindo e recebendo DFes;

Dê uma olhada também nas exigências atualizadas que vêm por aí:

  • Novas necessidades sobre Responsável Técnico;
  • Série Específica para contingência, com o risco das faixas não serem fixas, e sim definidas por cada UF;

Portanto, a pergunta é principal: Vale realmente ter um desenvolvimento próprio com todas essas exigências e necessidades? E quanto desse desenvolvimento próprio aproxima ou distancia dos seus concorrentes?




Vantagens da Integração ERP com um sistema de emissão fiscal

Entenda melhor os motivos, de forma pontual, que justificam a integração do seu ERP com um software de emissão, recebimento e armazenamento de documentos fiscais eletrônicos:


1. Foco no negócio

Muitas vezes, o que falta para potencializar os resultados da sua empresa é direcionar todos os seus esforços para seus serviços. Mas na área fiscal, acompanhar as notas técnicas e demais mudanças na legislação podem tirar o foco do que realmente importa e te traz lucros.

Tente calcular quanto tempo e dinheiro é gasto na parte fiscal. Agora reflita na diferença  que faria para a sua empresa, se esses recursos gastos fossem direcionados exclusivamente para seus produtos/serviços, seja para melhorá-los, atualizados, investir em novas estratégias de mercado, entre outras necessidades vitais para o seu negócio.


2. Evolução frequente

Quando a sua gestão fiscal fica em mãos de um software especializado há maior garantia de manutenção e evolução constante da solução. Ou seja, você ao integrar seu sistema com um emissor, recebedor e gerenciador fiscal tem a garantia de resolução de bugs e atendimento das demandas.

Assim, você não se preocupa com as atualizações necessárias devido às mudanças na legislação fiscal. Além disso, a melhoria no próprio sistema também é constante.


3. Produtividade

Realizar processos complexos de forma manual dá mais margem para erros, ainda mais quando se trata de gestão fiscal. A questão é, falhas nessa área não podem ocorrer, pois caso aconteça, a empresa está sujeito a multas e autuações fiscais.

Ao integrar o seu sistema com um software especializado, o preenchimento automático das notas poupa tempo, custos e erros. Além disso, com a terceirização, a burocracia é diminuída e o monitoramento das emissões é mais transparente e acessível.


4. Maior Controle dos DFes como diferencial de Mercado

Com um sistema especializado em gestão fiscal, os acontecimentos com as notas e as informações fiscais tornam-se mais claras e de fácil acesso. Assim, fica mais simples visualizar possíveis problemas fiscais e conseguir se prevenir.  

Através de uma interface web, a gestão dos documentos fiscais é feita de forma simples, responsiva e agradável. Além disso, o monitoramento é constante, tanto dos documentos emitidos quanto das notas recebidas.


5. Gerenciamento Centralizado no modelo White Label

Já pensou ter todos os documentos fiscais eletrônicos em um só lugar? Possuir essa facilidade elimina a necessidade de utilizar vários sistemas no dia-a-dia.

Dessa forma, você não precisa usar mais um sistema para emissão, outro para recebimento e outro para seu sistema de gestão interna da empresa. Pois realizando todas essas funções em um só painel, com integração completa sua rotina será muito mais otimizada.



Integrar seu ERP com emissor fiscal especializado

Existem algumas formas de proporcionar ao seu sistema ERP mais funcionalidades no sentido de emissão e recebimento de DFes.

Se você possui uma Software House é possível iniciar uma parceria com um sistema emissor fiscal especializado. O acordo pode ser no modelo White Label, o que traz mais benefícios para a sua marca pois é mais personalizável.

Se você é contribuinte e utiliza um sistema ERP que realiza a emissão, mas sente que perde muito tempo com problemas que poderiam ser facilitados, sugira ao sistema uma parceria ou conheça nossas soluções!



De qualquer forma, poder focar na estratégia do seu negócio e em suas competência principais sempre será um benefício. Mas isso pode ser otimizado ao mesmo tempo que suas ofertas são expandidas e fideliza mais clientes.

Se interessou? Conheça nosso programa de parceria:



CONHECER PARCERIA OOBJ


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir para o topo