Inscrição estadual SP: 15,6 mil contribuintes cassados

0
Inscrição estadual SP Tempo de leitura: 2 minutos

Entenda o porquê da inscrição estadual (SP) de milhares de empresas foram cassadas, como regularizar a situação e fazer a consulta cadastral diretamente na Sefaz.

A Secretaria da Fazenda e Planejamento anulou a inscrição estadual de 15.649 contribuintes paulistas do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) por suposta inatividade. O motivo da medida foi a irregularidade na entrega das Guias de Informação do ICMS (GIAs).




Cassação da Inscrição Estadual

Os contribuintes com a inscrição estadual cassada foram divulgados no Diário Oficial do Estado, dia 06 de junho. Para conferir a lista completa, basta acessar a páginas do Cadesp, clicar em “Mais informações” e depois acessar a opção “Cassação de Inscrição Estadual”. Se você deseja verificar se a sua empresa teve a IE cassada, basta entrar no ambiente de consulta.

A omissão das Guias de Informação e Apuração do ICMS (GIAs) foram relativas a setembro, outubro e novembro de 2018.



Regularizar a situação cadastral (IE)

É possível reabilitar a situação. De acordo com a Portaria CAT 95/06, o contribuinte que desejar restabelecer a eficácia da inscrição tem o prazo de 15 dias para iniciar a regularização cadastral com o Posto Fiscal de sua vinculação.

A contagem de dias é estabelecida a partir da data em que foi feita a publicação no Diário Oficial. Esse período também vale para reclamações ou contestações.

Se por acaso houver decisão desfavorável ao contribuinte, por parte do Chefe do Posto Fiscal, o recurso cabe ao Delegado Regional Tributário, sem efeito suspensivo. Nesses casos, o prazo é de 30 dias contados da notificação do despacho.



Omissão de GIA

Todos os contribuintes omissos de GIA que efetuaram o recolhimento correto de ICMS, emitiram NF-e (Modelo 55) ou realizaram a entrega dos arquivos de Escrituração Fiscal Digital do Sintegra ou do Registro Eletrônico de Documentos Digitais, não tiveram suas inscrições estaduais cassadas nos termos do §1º do Art. 4º da Portaria CAT 95/06. Porém, é importante ressaltar que ainda estão sujeitos às penalidades previstas em regulamento, caso haja descumprimento das obrigações acessórias.



Como consultar a situação cadastral direto na Sefaz

É importante ter acesso à uma consulta contínua da situação cadastral do cliente antes de emitir uma NFe. Essa funcionalidade auxilia a diminuir a denegação da nota. Além de, é claro, prevenir prejuízos logísticos na sua operação. Para saber mais como a suspensão da Inscrição Estadual de contribuintes pode afetar o seu negócio, clique aqui.

Portanto, ter essa possibilidade na sua rotina fiscal trará ganhos à sua empresa. E através do Monitor Oobj esses benefícios são possíveis. Com o painel da Oobj, basta informar o estado, CPF, CNPJ ou Inscrição Estadual do Contribuinte. Assim, são exibidos os dados da empresa e se ela está habilitada ou não para emissão nesse estado. Veja como funciona na imagem abaixo:



Para conhecer mais sobre o  Monitor Oobj, acesse:



ACESSAR MONITOR OOBJ


Fonte: Sefaz SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *