NFCe: você sabe o que um bom emissor precisa?

0
emissor nfce manual sefaz Tempo de leitura: 3 minutos

A SEFAZ lançou um manual de boas práticas no desenvolvimento de um emissor NFCe. Saiba como esse manual pode te ajudar a escolher um bom emissor:

 

A Secretaria da Fazenda levantou alguns pontos principais que uma Solução Sistêmica para Emissão de NFCe deve ter. Dessa forma este conteúdo poderá te ajudar a avaliar se o serviço do seu emissor é bom e de acordo com o esperado.

 

Ou seja, além de auxiliar desenvolvedores, o manual pode ajudar contribuintes a avaliarem as soluções presentes no mercado. Será que o emissor o qual você usa entrega tudo o que deveria?

 

Portanto, resumimos para você os pontos principais do manual. Mas o conteúdo na íntegra você pode conferir aqui.  

 

Boas práticas no desenvolvimento de NFCe

Veja na lista a seguir quais são os serviços que uma solução sistêmica para a emissão de NFCe deve contemplar:

 

  1. Emissão de NFCe respeitando os padrões previstos na legislação nacional e estadual.

 

  1. Utilização do ambiente de homologação para realização de testes.

 

  1. Permitir o cadastro de clientes, emitentes e produtos.  

 

  1. Venda rápida e fácil sem a necessidade de cadastrar o consumidor final.  

 

  1. Permitir a venda sem a identificação do destinatário (atentar para as regras de validação).

 

  1. Calcular automaticamente os tributos.  

 

  1. Transmissão do XML da NFCe  para a SEFAZ Estadual.

 

  1. Suportar o certificado A1 e/ou A3.

 

  1. Tempo para transmissão e autorização de acordo com o Manual de Orientação do Contribuinte (MOC).

 

  1. Possuir histórico e Status das notas.

 

  1. Imprimir DANFE NFCe e possuir o QR Code.

 

  1. Permitir o backup dos dados do sistema.

 

  1. Enviar a NFCe para o e-mail do consumidor final.

 

  1. Não emitir NFCe sem que esteja cadastrado o CSC (Código de Segurança do Contribuinte – emitido pelo seu estado) e seu identificador.

 

  1. A emissão de NFCe em contingência off-line deve ser tratada como exceção, a regra é a emissão com autorização em tempo real.

 

  1. O aplicativo deve transmitir as NFCes emitidas em contingência logo após cessados problemas técnicos.

 

  1. Contingência off-line em casos específicos o contribuinte deve ser questionado se a nota deve ser cancelada.

 

  1. O software deve ser capaz de efetuar cancelamento (evento) e inutilizar numeração não utilizada.

 

  1. Não possuir alternativa de controle de vendas sem a emissão de NFCe.

 

  1. Permitir consulta de notas emitidas.

 

  1. Permitir a correção de erros que geraram a rejeição da nota e possibilitar nova transmissão.

 

  1. Permitir a integração com sistemas gerenciais da empresa.

 

  1. Permitir a integração com sistema de pagamento por cartão (Transferência Eletrônica de Fundos – TEF).

 

  1. Permitir a exportação dos arquivos XML para o sistema de contabilidade da empresa.

 

  1. Permitir a exportar e importar arquivos XML.

 

   27. Não fazer uso indevido dos Web Services das SEFAZ Autorizadoras.

 

  1. Considerações específicas para determinar o Tempo de Espera do Retorno do Processo de Autorização da NFCe.

 

  1. Confirmação de timeout e Emissão em Contingência Off-line.

 

  1. Retorno à normalidade para emissão Online e tratamento das NFCe pendentes de retorno.

 

  1. Ter o módulo de Pedido de Resposta Síncrono.

 

  1. Compactação de Mensagem para envio a SEFAZ Autorizada.

 

  1. Alterações Indevidas das informações: “Data-Hora de Emissão e de Entrada em Contingência”.

 

  1. Ter um bom tempo de comunicação com a SEFAZ Autorizadora.

 

Encontrando um bom emissor de NFCe

Por fim, os itens acima são aqueles que a SEFAZ considera importante na hora de desenvolver uma Solução Sistêmica para emissão de NFCe. Logo, é possível que este seja o mínimo oferecido pela sua solução. 

Portanto, na hora de escolher o emissor avalie quais itens terão maior impacto na sua rotina e busque por eles no sistema escolhido.

Mas existem soluções que atendem a todos estes requisitos. O Oobj NFCe é uma delas!

 

Saiba mais sobre o Oobj NFCe

O Oobj NFCe atende as recomendações da SEFAZ e pode fazer muito mais por você.

Com ele você pode gerenciar e centralizar todas emissões de todos os seus PDVs e lojas. A solução também tem a capacidade de processar dezenas de documentos por segundo e permite o monitoramento em tempo real de todo o processo de emissão.

Os nossos PARCEIROS PDVs encontram em nossas soluções todos os requisitos necessários.

Quer saber mais sobre o processo de emissão e saber o que a nossa solução pode fazer pelo negócio? Fale com um de nossos especialistas!

 

 

FALAR COM ESPECIALISTA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *